sábado, 5 de janeiro de 2008

Mercado imobiliário em alta






Maringá fechou as vendas de imóveis em 2007 com chave de ouro. O aumento do número de solicitações de financiamentos cresceu mais rápido que a oferta de residências e apartamentos voltados para o consumidor de classe média. De acordo com as entidades ligadas ao setor de imóveis em Maringá, não faltam clientes interessados em fechar novos negócios, mas a quantidade de imóveis é insuficiente. Para evitar a valorização exagerada, os próprios corretores e imobiliárias têm preferido o serviço de avaliadores credenciados pelo Conselho Regional dos Corretores de Imóveis (Creci) para estabelecer o valor do imóvel. Assim, há referências para um cálculo de preço justo e a negociação fica mais fácil.
“Os incentivos do governo foram bem recebidos, mas bastou aumentar a quantidade de obras em andamento que faltou cimento para o setor da construção civil. Considerando a infra-estrutura que temos hoje, Maringá é capaz de crescer mais 20% em volume de negócios”, estima o Delegado do SECOVI Junzi Shimauti. Tudo indica que o ano de 2008 será um dos melhores anos para o setor imobiliário.(O Diário)

Um comentário:

Ricardo disse...

Maringá tah bombando. Parabéns